04 julho 2005

Tom Zé e a prova de acesso















Não esteve no Live 8, e o evento ressentiu-se disso.
E por que é que não esteve? Porque estava a dar um concerto na Guarda, imagine-se!
Pois é, seu Tom Zé andou por cá. A boa notícia é que começa a habituar-se a andar por cá.
Para os ignaros, aqui ficam alguns versos milenaristas do defeito 2, a Curiosidade, de Com Defeito de Fabricação, obra maior do come back de Tom Zé, sob os auspícios da Luaka Bop - com o interesse adicional (para os portugueses que frequentam a praia de Carcavelos e os noticiários de TV) de o autor ter colocado esse CD sob a égide de uma «Estética do Plágio» ou «do Arrastão»…:

Quem é que está botando dinamite
Na cabeça do século?
Quem é que tá botando tanto piolho
Na cabeça do século?
Quem é que tá botando tanto grilo
Na cabeça do século?

Quem é que arranja um travesseiro
Pra cabeça do século?
Pra cabeça do século?

E não me venham dizer que os jovens poetas portugueses neo-realistas são capazes de escrever versos tão bons…
Mas tudo isto porquê? Ora, ora, simples, ainda que inconfidente (mas a tanto nos move o amor pelos nossos leitores…). Porque – aqui vai - não é possível ser-se membro do clube Casmurro sem antes passar por uma prova de acesso, cuja consiste num teste de cultura geral sobre Tom Zé.
Todos os membros actuais do Casmurro foram submetidos a esse teste, tendo sido naturalmente aprovados, ou não seriam membros (embora, ponto que convirá esclarecer a bem da meritocracia casmurra, uns com classificações mais distintas do que outros).
Por isso, e esta é uma notícia tão fresca quanto a criação de um muito eventual direito de admissão, se alimenta a esperança de um dia vir a ser servido por Groucho enquanto troca ideias e desfia tropos, terá de começar por responder correctamente a uma pergunta de pré-selecção, a saber: Com que idade viu Tom Zé a luz eléctrica pela primeira vez?
Pesquise, investigue, trabalhe, não se deixe abater pelo hermetismo da pergunta e responda. Quem sabe se um dia não virá a beneficiar do raro privilégio de franquear a porta deste clube selecto entre os clubes selectos?
Os casmurros estão consigo, in mente e in pectore.