08 julho 2005

Les événements

— Ah! veio, afinal. Nem o vimos ontem…
— E estava à espera de que não viesse hoje?
— Presumi que tivesse ido para a praia. Disseram-me que mais ou menos adopta como divisa qualquer coisa como les évenements m’ennuient
— Maldade, sua ou de quem lhe disse. Aliás, haveria muito a discutir em volta dessa frase. Imagine-a como divisa de um historiador, por exemplo… O Valéry escreveu-a num livro de 1931, se não me engano, Regards sur le monde actuel. E dizia mais umas coisitas a seguir…
— Eu sei, eu sei, metáforas… Les événements sont l'écume des choses. Mais c'est la mer qui m'intéresse... Por isso falei na praia. Mera facécia.
— Nem tanto. Não deve ter lido a passagem completa, ou teria sentido que o contraste com o nosso tempo não podia ser mais chocante Com essas frases, o Valéry respondia a qualquer coisa que lhe diziam, sabe o quê?
— ?…
Quelle époque intéressante!
— Com efeito…